quarta-feira, 10 de maio de 2017

15 Anos da Sofia

Recepção: Gávea 150


"Celebrar a vida é uma grande sacada,não é? Quem inventou isso, eu não sei, mas era um sujeito inteligente.
Fazer uma festa de aniversário é comemorar a si mesmo, suas conquistas, sua história, os amigos que fizemos." ( do livro "Elegância na Festa" - Flavia Cavaliere)

E, com esse trecho, começamos o cerimonial da festa da Sofia.

Já conhecia essa família incrível, minha cliente desde os 15 Anos da Maria Antonia, irmã da nossa aniversariante de hoje.
Quando a Bia (mãe delas) me procurou para combinarmos essa festa, fiquei muito feliz.





A ideia do tema, o que estava sendo planejado para o serviço e tudo mais foi uma deliciosa concepção que certamente ia plantar um novo conceito no Rio de Janeiro.

E é,claro, que nós profissionais do setor de festas, adoramos lançar novidades.

Conto já já sobre isso.

Vamos começar falando da decoração.

Sofia me pediu para criar um ambiente com tema praia mas sem exageros na cenografia.

Então, sugeri que déssemos o ponta pé inicial desenhando uma estampa exclusiva com flores e vegetação típica para a identidade visual da festa.

Com ela, fizemos o convite, a pista de dança, a cabine de fotos e de quebra e de surpresa, mandei forrar o mezanino do salão.

Como não poderia fugir a regra, a debutante me pediu que criasse uma área à parte para os adultos.

Feito!

No segundo andar, mesas redondas com cadeiras de bambú dominaram o espaço.




Aliás, usei bambú também para o open bar de caipirinhas que também ocupou essa área.

No lugar de um mis en place tradicional, com copos, optei por colocar cocos de porcelana que ficaram fofos e fizeram o maior sucesso.

As paredes ganharam cortinas de voal listrado em verde e branco e muitas palmeiras arremataram o entorno.

Por falar nelas, optei por não usar plantas "prontas".

Para contar com uma maior exuberância com simetria, cada uma das palmeiras foi montada galho a galho num tronco de pitangueira.

O resultado ficou bacana e deu até vontade de curtir uma sombra embaixo delas. Mas já era noite...(risos)

Lá em cima também ficou  a cabine de fotos da Zoomfoto com espaço suficiente para a turma grande que estava por vir e certamente tomaria a área para mil cliques lá dentro.

Vamos agora descer a escada e falar da parte que mais bombou nesta festa cheia de energia...o térreo onde os trezentos jovens ocuparam.

Por todo lado, muitos sofás, pufes enormes e pequenas mesinhas de palha e bambú (olha ele aqui de novo!) ofereciam ambientes confortáveis e com cara de casa na praia.

Para tudo ficar ainda mais convidativo, usei velas e almofadas em quantidades generosas.






As flores foram um ponto especial.

Em conversa lá no escritório, combinamos que eu usaria cores fortes.

Então, optei por essa mistura de cores quentes que vocês estão vendo na foto sobre um fundo azul; o azul do mar.

O contraste funcionou bonito e a mistura deu vida e luz ao cenário.



Eram flores por todo lado.

Usei muitas. Usei várias espécies e arranjos de diferentes programações fugindo do tradicional - linear e propondo criar um "todo" sem perder a singularidade "das partes".

Ironia falar de cores e esbarrar com essa versão preta e branca das fotos da festa que me encantou porque, sim, a foto preta e branca, revela muito mais as diferentes texturas.



O setor dos doces foi onde essa brincadeira de misturar elementos mais se expressou.

Nada de uma mesa única.

Os móveis acompanharam a ideia e também criei um visual harmônico mas cheio de personalidade em cada cantinho.

Móveis integrados, aparadores, pequenas mesinhas e outras nem tanto, diferentes níveis...escadas. A mistura que deu forma.





Depois de misturar todos os móveis, comecei a escolha das peças que sustentariam os doces.

Caixotes, seat gardens, bandejas de ratan, ferro trançado, barquinhos de folha de bananeira, lanternas e estrelas do mar foram convocados para o trabalho por essa decoradora aqui.

Coloquei lá coquinhos feitos de chocolate branco com direito a canudinhos e doce de coco dentro, conchinhas com brigadeiros branco,folhas e joaninhas de chocolate belga, além das irresistíveis palhas italianas, brownies e docinhos para comer de colher como goiabada com catupiry, abóbora com coco, floresta negra e banana com merengue.

Cones de nutella, nhá bentinhas cobertas de chocolate mesclado, brigadeiros de churros e de óreo e vasinhos com babá de moça e fio de ovos também enlouqueceram todo mundo.






Isso só para ilustrar uma parte...!

O Ministério da Cerimoniale adverte: se estiver com fome, não continue lendo esse post.

O bolo ficou ali juntinho e foi a grande estrela do pedaço.

Quatro andares em degradée de azul, decorado com conchas e açúcar com canela para imitar areia.

Por dentro, creme de nutella, guanache de chocolate branco e uma massa de chocolate de comer rezando.

Coloquei o bolo em cima de uma tora de madeira, material mais encaixado no tema.

Afinal, praia não combina com pratarias. Não,é?

Posso parar????

Aqui vão mais fotos.

Registro com requinte de crueldade para quem ficou com água na boca só de ler aqui.


Lembra lá no início deste post quando falei que contaria já já sobre as novidades????

Nada de buffet tradicional.

Todo o serviço da festa foi feito pela Bibi Sucos.
Imagina que loucura de delícias essa turma não desfrutou esta noite.

Para beber, muita água de coco, garrafinhas de muitos sabores de sucos... um carrinho ali, à disposição para a turma pegar quantos açaís quisesse.

"Tá" imaginando????
Então, continua...

Galões de mate circulavam pela pista e matavam a sede o tempo todo.

Afinal, todo mundo dançava muito, falava muito, comia muito....

Eu posei de garota propaganda assinando em baixo e olha aí embaixo a tropa de elite desse serviço genial do Bibi !!!!




Coloquei uma enorme estação oval ao centro do salão, para que o serviço pudesse estar bem ao alcance das mãos e da vontade.

As pessoas me diziam...olha, um quiosque do Bibi na praia da Sofia!(risos)

Sucesso!

Ao fundo, um balcão não parava de produzir tapiocas e crepes e lá em cima, uma estação com risotos de muitos sabores.

Passava sanduichinhos de atum...de ricota com cenoura...batatas fritas... era tanta coisa boa que essa festa vai ser falada por todos os convidados por muito tempo.

Eu não tenho dúvida.

A festa começou num agito só.

Acho que foi o acontecimento do ano para a turma do Colégio Santo Inácio (onde Sofia estuda) que fez fila na porta.

Trezentos adolescentes (mais cem adultos) lotaram o Gávea 150.

Que índice de comparecimento!!!! (risos) A portaria bombou!!!!

Até quem não estava na lista pintou por lá mas, claro, foi devidamente barrado, pela minha equipe. (risos)

Os balcões da chapelaria não foram suficientes para dar conta de tantas mochilas.
Olha só as que sobraram fora das prateleiras!!!!


O momento mais esperado da noite começou com a Sofia descendo as escada de mãos dadas com seu irmão Mateus ao som da música "Somewhere Only We Know".

Lá embaixo, uma multidão batia palmas.

Hora das homenagens.

Sofia fez as suas, começando pela mãe Bia mas as amigas fizeram a surpresa e a homenageram também.

Muito choro, muito abraço, muito texto, muito celular na mão, muito pretinho básico, muita emoção.

Mais uma vez, tudo muito porque com 15 Anos é assim.

Então também, tudo muito bem filmado pelas lentes da BV1 Produções e fotografado pelo top Daud Pachá que me mandou 3.000 cliques (não é muito, não, né? - risos) para selecionar esses aqui.

Tem ideia do trabalho?



Depois, foi a vez da valsa. Bem... do Elvis.

Sofia dançou com padrinho, avô, irmão e pai "Pocketful of Rainbow", do Elvis Presley, seguida de "Say you won't let go" com seus dois melhores amigos que, aliás, pude constar que são mesmo os melhores.

Felipe, Leon, vocês estão de nota 10. Cuidaram de ajudar a Sofia o tempo todo para que ela não se ocupasse de ser chamada na portaria a cada vez que alguém chegava sem nome na lista.







 

Roteiro de coreografias encerrado, vamos ao Parabéns!!!!!!


Todo mundo canta, fotos no bolo e o DJ Lucas Lins desce a mão e bota todo mundo para pular.

Isso!

Um show de laser em muitas cores começa a descer na pista e muito funk porque a turma gosta.
A pista estava linda.

Lotada!!!!

 

 





 

E teve sandalinha de palha e teve balão e teve strip tease...

Ops!!!!!!...

Strip tease????

O que esse menino está fazendo?????

Fui lá. Descobri que a música falava para tirar a roupa...Menino obediente. Ainda bem que me obedeceu também e colocou de volta. (risos)

 
Sofia!

Já que abri essa história com um trecho do meu livro que escolhi para ler no seu cerimonial, vou encerrar com mais um:

"Comemorar toda essa trajetória que é nascer, crescer, ser muito criança, não ser mais criança - sendo ainda!, o momento de se construir, de se fazer individuo com seus pensamentos próprios, impressões, sentimentos, alma e atitude pode e deve ser muito bacana."

E você conseguiu. Foi um festão! Animadão! Lotadão! Tudo muitão!

Siga assim; sempre com muitos motivos para celebrar, muitos amigos em volta, muita homenagem, muita dança. E quando bater aquela tristeza (porque a vida às vezes testa a gente),  calce a sandalinha de palha, pegue uns balões coloridos, tome uma água de coco e você vai ver que essa festa volta todinha para o seu coração e tudo volta a ser alegria.

Beijo!!!!!!!



Deixe seu comentário aqui neste post.
Se identifique, siga todos os passos até clicar em publicar.

Confirme ao sistema que você não é um robô.

Clique em publicar outra vez para finalizar.