segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Bate papo com Flavia Cavaliere no J.W.Marriott


Olá, noivos!
Vocês são nossos convidados.

Vagas limitadas. Necessário se inscrever. Abaixo, no convite, as instruções.
Não perca tempo e garanta sua vaga. 

Quer saber mais sobre como será? 
A Inesquecível Casamento (clique para ir lá) publicou uma matéria linda contando tudo.






sábado, 13 de outubro de 2018

Casamento Gleyci e Pablo

Cerimônia: Basílica de Nossa Senhora Auxiliadora e recepção: Casa Fróes


Eles se conheceram num pub em Botafogo e bastou seis meses para já estarem morando juntos.

O amor é assim. Não tem muitos meandros, faz acontecer.

O Pablo que nunca pensou em sair da casa dos pais para morar com ninguém, se mudou de mala e cuia para o Flamengo com a Gleyci.

Mais um ano e meio e eles se mudam para onde? Para um apartamento em frente ao bar que se conheceram em Botafogo.

Eles nasceram e cresceram em São Gonçalo, mas foi neste pub, no Rio que eles se viram pela primeira vez.

Para não ter dúvida que Botafogo era o vértice do destino da Gleyci com o Pablo, eu entro na vida deles (meu escritório é em Botafogo - risos) para a nobre missão de organizar, fazer o cerimonial e a decoração do Grande Dia dos dois.

Eles conheceram o meu trabalho no casamento de dois queridos, a Isla e o Ruy, em 2015.



Fiquei muito feliz quando recebi os dois porque tinha certeza que eram duas pessoas incríveis pelos amigos que tinham. Dito e feito. São mesmo!

Gleyci foi uma daquelas noivas que faz de todo o processo uma alegria. Leve, carinhosa, uma querida.

Trocamos muita ideia. Foi um percurso gostoso.

Eles escolheram Niterói para casar e a cerimônia foi na Basílica de Nossa Senhora Auxiliadora.

Gleyci se arrumou na própria casa de festas onde mais tarde receberia os convidados.

Não recomendo essa ideia,não.
Sempre aguça a ansiedade da noiva que já está a mil nesse dia. Mas a Gleyci é mesmo uma pessoa incrível e foi até divertido.

Pude até participar um pouco do making of e já estou publicando umas fotos aqui para vocês sentirem o clima.


Ela ficou linda num Glorinha Pires Rebelo de caimento impecável e bordados delicados com buquet da competente Angela Silveira. Para completar, uma mantilha maravilhosa que a gente respeita e que ela carregou muito bem.

Vamos combinar...o vestido, o tipo do buquet, o tipo de véu...tudo tem que combinar com a personalidade da noiva. Ser uma extensão dela. Falar por ela e ela por eles. Assim, fica perfeito na cena. Encaixa. Brilha. Fica master. Sabe o "me representa"? É isso. Gleyci escolheu muito bem tudo.
As peças a representavam. As fotos falam por si. 



Partiu Igreja.

A Basílica onde eles casaram foi construída no início do século XX. Mas é de uma arquitetura majestosa. Combina traços arquitetônicos muito distintos mas faz isso muito bem.

Detalhes góticos convivem com traços moçárabes no templo que tem o maior órgão de tubos da América Latina.

São onze mil cento e trinta tubos sonoros.

Imagina isso na entrada da noiva.Sem contar os sinos que são ouvidos em todo o bairro.

Ela chegou debaixo de uma forte chuva. Mas vocês vão ver aqui pelas fotos o que eu estou falando sobre astral, leveza, alegria.

Olha o rostinho dela subindo as escadas.

Flagrante do super Daud Pachá que foi o fotógrafo oficial desse casamento.

Meu staff todo em volta, segurando o vestido no alto para não molhar, guarda chuvas dos dois lados ( o motorista também foi convocado para reforço da cobertura) e ela feliz, sem neuras, vivendo do jeito que tem que ser vivido, o dia do seu casamento.

Lá dentro, o Pablo já aguardava no altar com um sorriso enorme também.

Eita, casal bacana.

As crianças foram uma explosão no  fofurômetro. Olha aí a entrada delas. Que lindas!





Ela entrou com a Marcha Nupcial de Mendelssohn e o Pablo, numa concessão especial da Igreja, com All I Ask of You, do musical O Fantasma da Ópera.

A Igreja Católica Apostólica Romana não permite repertório popular nas cerimônias. Isso tem sido pauta de muitas conversas mas a palavra da Igreja enquanto regra geral é não. Algumas excessões são discutidas aqui e ali.

No casamento deles, rolou e foi lindo.



Para completar a trilha especial que fez muito convidado sacar o lenço do bolso, a tradicional Ave Maria, de Gounod na troca das alianças e Halleluja para aquele abraço nos pais.

Que momento,hein?!



Então, hora da festa.

Vou começar a contar tudo pela paleta de cores.

Reunião final com eles e ainda não tínhamos as cores definidas. Sabe aquela escolha que foi ficando para pensar...pensar...e aí ficou para a reunião final. Tudo bem. Não tem mesmo que forçar nada. Até a reunião final, tem tempo para a festa amadurecer, nascer.

Mas daí, não tem mais como adiar e eles me devolveram a bola. Flavia, fazemos como?

Eles queriam dar um colorido.
Mas qual?

Sugeri uma paleta de outono.

Tem foto de uma festa com essas cores? Não.

Quem não se encanta pelas lindas paisagens de outono que vemos?...
Mas não tinha uma festa com essas cores para mostrar. Tinha acabado de ter essa ideia. (risos) Seria a primeira com esse colorido.

Mostrei algumas paisagens mas festa nessa paleta eu não tinha. Gleyci, você confia? E ela topou.

Alguns whatsapps depois dessa reunião para afinar tudo e saiu assim.

Aí nas fotos, ela vendo o salão pela primeira vez. Pelo abraço, acho que ficou legal.

Eis a festa e as paisagens que inspiraram os tons.


Lembra quando eu falei que noiva precisa combinar com o que veste? Então, na decor não é diferente. Uma paleta dessas, vai carregar junto todo um estilo que precisa se conectar a ideia.



Por isso, comecei o projeto pela mesa de doces. Queria levar não só as cores para a festa mas também toda uma essência, os elementos que dela fazem parte, a alma.

A mesa então, começou a ganhar vida própria quando selecionei cada elemento que dela faria parte. As bandejas em ferro rústico, os troncos, os pequenos pássaros cujas cores tomavam parte na paisagem.

As árvores que já existiam na casa, ganharam luz especial para assumir o tom amarelado e outras muitas eu levei para compôr o cenário.

As flores foram escolhidas uma a uma, espécie a espécie, colocando-as umas ao lado das outras para estudo de composição e até elas também, porque não, eu queria ver se suas personalidades se encaixavam.

Até eu chegar nessa mistura, trabalhei alguns quadros possíveis.

E aí nasceu. Ficou assim.











O bolo fez parte de todo esse enrosco delicioso. Literalmente, ele foi enroscado na proposta. Quatro andares de lascas que subiam uma a uma à volta do rei da mesa. Afinal, outono lembra folhas e cascas não é mesmo?

Um toque a mais para integrá-lo foi o tingimento das flores de açúcar que ganharam tons perfeitos e super contextualizados. Valeu uma monte de fotos para mostrar os detalhes que eu pedi com especial atenção a turma do registro para a posteridade.






Os bem casadinhos marsala foi mais uma homenagem a Gleyci que adora a cor e já tinha até a escolhido para a gravata dos padrinhos.

O marsala seguiu também para as toalhas das mesas de convidados, todas em chantung.

Os sousplats eram de cobre e as taças em cristal trabalhado. Tudo seguindo nossas cores de outono.
Os talheres de prata do buffet deram aquele peso a mais no chiquê que todo casamento merece, né?!



E aí aquele acabamento que às vezes é o princípio de tudo e aqui foi a cereja do bolo: vestir as paredes e colocar os assessórios da "roupa".

Todo quadro, e quem pinta sabe, tem um fundo. Algumas vezes, começo meus projetos por ele. Outras, eles chegam depois. Aqui foi um caso desses. 

Primeiro, resolvi durante a pré montagem, na véspera, que a parede merecia treliças em galhos naturais. Depois, mais no fim do dia, que as treliças mereciam flores. Se a festa fosse no domingo, era capaz que entrar mais alguma coisa. (risos) 

Como é bom esse momento da criação. De verdade, é o que mais eu curto na minha rotina. Dar asas ao pensamento, deixar a alma da festa falar. Ouvir a cena. Construir e dar forma ao que chega no coração. Amo muito tudo isso!!!!

Os lustres também ganharam flores. 

Além dos cristais e velas, a natureza também estava presente nas flores e folhas embelezando o teto da festa. Iluminando a vida deles.





A festa foi na Casa Fróes, no alto da praia de São Francisco, com o maior vistão lindo e começou cheia de animação. Não teve aquele negócio de ir esquentando a pista, não. Começou com tudo porque o nosso querido DJ Lelo Cardoso (Rastropop) tem carta branca minha para ir com tudo e compra com todo prazer.
A pista ferveu com a turma sóbria ainda mas o nosso openbar bombou ali na cabeceira e as frozens caíram muito bem junto as caipirinhas e outros drinks mais.

Lembra da Isla e do Ruy que eu fiz o casamento em 2015 e a Gleyci estava lá? Olha ela aí agora muito bem acompanhada do Bernardo. Adorei nossa foto, meninas!

E para quem pensa que animação é só para 15 Anos, olha só o que os caras vestidos de Casa de Papel fizeram. Foi uma loucura.

Teve noiva subindo, noivo voando e não demorou muito, atração principal da pista entrou botando todo mundo para dançar até o chão. O super MC Andinho abriu o show com Corpo Nú, seu carro chefe e não parou mais. Bota o copo pro alto, vamos beber, e a turma obedeceu, e o fotógrafo flagrou e a filmagem entregue a BV1 Produções de Beto Santoro, registrou também.












Ai, nós aê!!!!!!! Ficamos lindos na foto, hein?!

Entra robô de led que não acabou de surpresas,não. E distribui também sandálias para toda as meninas porque salto alto não combina com essa farra toda.

O negócio é pular!!!!!!

A festa teve também muita emoção. Muita gente querida que foi abraçar os dois e emocionou. É tão bom ser amado,né, gente?! Segura coração.





Gleyci, Pablo:

Sempre que estou escrevendo as postagens daqui do blog e chega a hora de deixar uma mensagem para os noivos, fecho os olhos e deixo as mãos deslizarem no teclado ouvindo apenas o meu coração.

É um momento sentimental, onde a emoção e todas as coisas que vivemos ao longo dessa aventura são as verdadeiras autoras.

Então, elas me dizem ... não... elas não querem dizer palavras.

Ouço sons.

Ouço o meu coração batendo acelerado.

Ouço as lágrimas que estão chegando por puro carinho por vocês.

Ouço minhas mãos teclarem aqui com enorme vontade abraçar vocês de novo naquele abraço apertado que fala tudo.

Vocês são especiais.

São pessoas lindas.

São queridos.
São do tipo que a gente quer pedir para o mundo todo para ser legal com vocês.

Sejam felizes. Sejam muito felizes.

Obrigada a Deus pela oportunidade de poder fazer a diferença para vocês nesse dia tão especial.

Um beijo!!!




Deixe seu comentário sobre essa festa aqui no blog.
Só clicar em COMENTÁRIOS logo abaixo.